terça-feira, 4 de setembro de 2007

.7+7=14+7=21.




Junto ao crepúsculo a vontade de se perder na noite estrelada tomava conta dela!E aquele velho personagem já desabrochava...[agora ela era segura e pronta de sua situação! faço o que quero! não devo nada a ninguém! e não me importo se você pensa errado de mim!] A canastrice algumas vezes a denunciava mas ela até que enganava bem.



Com o vento frio no rosto ela caminhou com a segurança usual e com graça destruindo toda e qualquer barreira. Perto da banca encontrou um grupo de amigos e prontamente preparada para a noite sabia e reconhecia os jogos!


Fria e calculista, olhou para o lado e uma gota de suor escorreu pelo seu corpo! Isso ela não poderia controlar..nem a cavalaria dentro do peito! [tun-tun Tun-Tun TUn-TUn TUN-TUN]

Na mira de seu olhar estava ele...com o pé atrás, olhando pra ela e achando tudo menos o que ela realmente pensava!


O barulho foi interrompido e era como se o mundo tivesse parado pra aquele momento acontecer...os bebês pararam de nascer, os aviões pararam de voar...a única coisa que se ouvia era a simetria dos dois corações! Os passos foram se aproximando até que a única coisa que pudessem ver fosse um ao outro!


-"OI!" [meu Deus , eu amo ele]

-"OI!" [eu acho que eu amo ela]


Cada um foi para um lado da noite e parece que as estrelas não foram suficientemente claras para o medo do escuro!




2 comentários:

. Lyana . disse...

Ownn que tão lindo o post!!
-"OI!" [meu Deus , eu amo ele]
-"OI!" [eu acho que eu amo ela]

Muito muito legal o blooog :)

Apareça meninaa!
:***

Estêvão dos Anjos disse...

e dizem que quando estamos apaixonados somos imprevisíveis...nem sempre é assim às vezes conhecemos o jogo e tudo sai tão controlado e esperado como uma conta matemática.