quinta-feira, 20 de setembro de 2007

.InstituiçãO.


Ainda estava tudo escuro e o edredon a cobria.Sentiu uma mão roçar pela perna e amolecida, retorceu-se e abriu os olhos...estava ao seu colo um café da manhã.Ele tinha o hábito de fazer isso...sentiu um apontada no coração e pensou como ele podia ser tão perfeito!O frio do quarto estava glacial e enquanto tomava coragem para se levantar fitou-o. Ele fazia tudo sozinho e mesmo depois de alguns anos parecia não dar trabalho.Foi tomar banho e ela o seguiu...Eles conversaram um pouco sobre os afazeres diários e ele prometeu chegar mais cedo para passar mais tempo com ela...sentia falta dos tempos mais calmos, mesmo que fossem mais econômicos!Ela fez que sim com a cabeça e disse que prepararia algo para os dois!Despediram-se e ele foi trabalhar como em todos os dias.Ela estava de folga, mas já tinha compromisso para aquele dia.Ele não sabia!
Passou o dia pensando em quando chegasse em casa e em como apreciava o cheiro, a beleza, até as piores coisas naquela mulher.Ela tirou o carro da garagem e seguiu seu destino. O perfume e o vestido eram novos. Ela bateu em um apartamento longe do centro e um homem de barba discreta a recepcionou.Olhou-a de cima a baixo e no segundo seguinte ela pulou em seus braços e num vulto estavam deitados na cama envoltos num lençol branco de seda.Ela gostava daquele cheiro...ele era errado, na hora certa!pensou que era loucura e mesmo assim desejou estar ali sempre...sempre que quisesse!Ele perguntou do marido e ela disse que estava trabalhando! odiava quando ele perguntava coisas do mundo lá fora...coisas que não pertenciam aqueles momentos.Aquelas quatro paredes eram doses de alívio pra ela...era profano e ainda assim,sagrado!
No caminho de volta ela chorou...por não entender nem a si!Tomou um banho como se aquilo a livrasse de todos os pensamentos e sentiu-se nova e limpa! Preparou o jantar e perfumou-se.Quando ele chegou,como prometido mais cedo,ela estava esperando por ele.Um beijo a sua espera e uma rosa na mão...ela perguntou-se outra vez qual era o seu problema e uma voz em sua cabeça não parava de repetir "SAFADA!"
Colocou o avental e perguntou como tinha sido seu dia no trabalho...ele disse que triste sem ela...serviu o jantar e comentou sobre seu dia sem ele! Apenas desejou que os pratos não quebrassem!

10 comentários:

nêga disse...

Que safada véi!
=x
amo

xera disse...

eu me baaato quando vejo historinhas tuas da hr ;DD
tu eh a jk veeei
amo amo
;*

asdeouro disse...

e uma voz em MINHA cabeça...
SA-FA-DO..
:P
:*

Igor disse...

Livia!!
pare de usar drogas!!
asduasdhsauidsa
=* fia

Giovana disse...

Hehe... como diz uma amiga minha, "os homens mais perfeitos sempre ficam com as mais vagabundas"
Huahuauahauhauhau
Bjo amore!!!

linny disse...

ahhhhhhh esses homens de hoje em dia da té vontade de rir...
mais enfim... teu texto hein muito bom!!!
faz a gente viajar em tudo..

sobre meu port, ahhhhh sim mt apaixonada, mais nem sempre sao flores...

obg


bju

Diogo Braz disse...

Coitado do cara!!! você não podia ter arranjado uma amante p ele também não? hehehehehehe ótimo texto!
ó, tem atualização lá no "Memórias Póstumas de Braz em Cuba" hehehe
Bjo

Ludmila: uma garota simples + q... disse...

lindu lindi lindu

você escreve muito bem
parabens
vou ler os outros post támbem, por que gostei muito da sua maneira de escrever e sua criatividade, parabens

ti linkei tudo bem?
bjos

Essência disse...

Olá... obrigada pela visita no meu blog e pelo carinho.

E o seu texto retrata uma realidade que cresce a cada dia... pq será que nunca estamos safisteitos com nossas escolhas? Deve ser assustador e angustiante viver uma situação dessas.

Grande abraço

Dri

Ludmila: uma garota simples + q... disse...

a sim
acho que foi no da linny, nãi tenho certeza, vou rondando por ai pra ver se acho blos legais...

bjos
vlw pelo comentário