domingo, 4 de novembro de 2007

.CinzA.


Não era couro, talvez fosse...a pele precisava de algo mais!A resistência do abraço deveria deixá-la segura.[Que capacidade é essa?!] O pensamento falava alto demais...certas coisas são difíceis de entender e simplesmente não fazem sentido e se fizessem,apenas não fariam! A questão de tudo é como alguém pode sentir e sentir e sentir...


A rua estava indecifrável.A neblina tomava conta dela.Era a primeira vez que isso acontecia pelo menos ela não lembrava de ter visto todo aquele branco antes.Fechou o portão e entrou, estava cansada de tanta cegueira.talvez aquele fosse um ensaio e ela pensou estar ensaiada demais.Era hora da estréia!
Dentro de casa havia tanto a fazer, mas ela apenas trocou a água dos peixes, colocou as cadeiras em seus lugares e desligou a tv.Pensou em outro animal e sorriu depois de uma certa amargura!Pra esse mal não haveria antídoto, era um suicidio de dois tiros.

Cada palavra era um martelo no músculo...mas em algum momento ela sabia que iria mudar...não se pode ter o gosto de flor na boca para sempre, as palavras começam a cortar e o sangue a jorrar pinta o luto da memória.Ela encostou-se na pia e lavou as mãos.


No fundo tudo o que ela sempre quis dizer:

- [...]e a gente sempre pode ser feliz.

21 comentários:

» NaY « disse...

Se era hora da estréia, pq ela naum disse?!

...

Às vezes eu vivo de ensaios =/

Xeru =*

Puro rumor disse...

Ensaiar eh legal, mas cansa..

e sim, podemos ser feliz, mas doque somos todos nos... vc supõe o ceu. mas é dificil.

Bj!

nêga disse...

é simmmmmmmm
podemos sim ser felizes! ^^
eu te amo xuxu

suzanaa xD~ disse...

Esquecee os ensaios... xD~

O importante naum foram as suas palavras decoradas, nem os seus sorrisos mecânicos.
O que foi e sempre será determinante eh a força da neblina, de como você a quer vê-la... da importância que vc dá a ela e a quantidade temporaria que vc dpositou para ficar escondida atrás dessa nevoa.
Naum há riscos e nem problemas com os ensaios... desde que sejam marcados pela essência da veracidade e da completude do sentimento.
De que vale uma estréia frustrada e falha?! O.o
Testar é importante... e mais ainda... o abandono de “escudos” trará a felicidade definitiva que buscas =)

. ame e ame mesmooooooooooo xD~

bjuuuuuuuuuu

xuxulisssssssss


. amo


^~^

Lise disse...

Lendo isso eu percebi que ensaio demais....
oO


beijos escritora xD
:*

» NaY « disse...

É, tbm acho que a solidão que ela sentia era dele...
=/



Xeru
=*

Thiago disse...

Eu sempre fico assim , tentando achar um motivo pras coisas...realmente eu acho que elas não fazem sentido mesmo...
depois quero conversar com vc, certo???
:*


beijos!

Vanessa disse...

Kd logo a tua impressão do texto????
oO
quero ver logo ele...
bem , direi aqui as minhas impressões dele...
a névoa seria o que vc não quer ver???

oO

acho é uma metáfora, hein??vc é divertida, pq algumas vezes vc realmente quer dizer neblina, mas em outras me párece realmente a metafora!!

explique-me please!!

beijos gatinhaaaaa
:*

Anna Flávia disse...

essas coisas de sentir são tão complicadas, mas a gente sempre pode ser feliz.

beijo

Luciana disse...

Parece aquela música: "cada vez que te busco te vas e cada vez que te lhammo no estás e és por esto que devo decir que tu solo en mis fotos está!"

vc achou também depois que escreveu???..nem sei...posso tá doida, é que ando com ela na minha cabeça!!
ashuahsuiahshaiusua
beeeeeijosss
=********

Ludmila Prado disse...

tudo é um ensaio, gostei disso, não tinha me passado essa pela cabeça, e a grande estréia?

nós podemos sempre ser feliz, isso é verdade, quando segue o caminho que somos destinados a seguir, o que temos vontade de fazer...

bjo

.linny disse...

"No fundo tudo o que ela sempre quis dizer:


- [...]e a gente sempre pode ser feliz."

ISSO É BEM EU HEIN!?!?!

parabens Livia, tue blog a cada dia que passa é uma aula para mim.

bju

Marília disse...

É hora de estreiar!

Certezaaa!

beijos

Giovana disse...

E lendo isso eu percebi que tô adiando minha estréia faz tempo.
Bjo amore!

Marina disse...

Tá no ponto jááá
ashuahushauisa
vamos pra estréiaaaa
*-*

eu acho mesmo que tá precisando de um empurrão em cena...
que vergonha que naaada!!

beijoooossss

=*'s

camiles disse...

sempre é tempo de ser feliz.
gostei muito daqui!
beijos

Patricia disse...

Xuxulisss linda da minha vida!!!
Adorei o texto, vc escreve umas frases q me deixa =O hauhauhauha
como aquela cabecinha ôca consegue pensar isso? =O

Vc escreve pra kraí =) não deixe isso se perder.

bjos minha bbzona.
Amo-te

Paula Calixto disse...

Finalmente uma conterrânea!!! Encontro gente de todo lugar. Já tava sem esperança e pensando que "só eu" (força de expressão) tinha blog em Maceió! kkkkkkkkk...

Muito interessante esse "cinzA"! O vejo mais colorido e rico de coisas que a cor cinza pode remeter! Ah... essa passagem vai ficar na memória, certamente:

"um suicidio de dois tiros."

Não esquecerei. Esperta essa protagonista dela mesma! O casulo precede o que há de melhor...

Beijos, lindeza. Apareça! Eu vou te linkar, ok? De Maceió?! Tenho que linkar! [risos] Inté. (;

Rafael Velasquez disse...

adorei o nome do seu blog. afim a mulher tem o direito de ter o seus putos.


O post está muito bom. todos podem ser feliz. é só tentar.

Laura disse...

Como quem não se basta!!
aaahhh
eu nem preciso dizer que algumas frases suas me deixam flutuando no pensamento
asuiahuishauisiasa
muito boa!!
boa meeesmo!!

=*

Luara disse...

Sim, podemos e devemos ser felizes!
Sempre!
Vim agradace sua visita e adorei o jeito que vc escreve, com certeza te visitarei mais vezes.
Beijos!