domingo, 28 de outubro de 2007

.Contra- indicadO.


Sempre quando chovia ela esperava o cheiro de terra invadir a sala. Era lindo e ela morria de medo! Medo de tanta perfeição. Como é possível enxergar um futuro quando nem se tem o presente? Era assim... Cheio de rimas e cheio de fúrias... Mas também eram felizes e até poderia dançar se quisesse... Dançar sobre as mesas e fazer a festa de sempre. Ou fazer diferente e esperar a rosa daquela semana!


Quando viria a vontade de chorar? Quando viria a angústia? Ela tinha medo de si! Não era da mágoa... Também era essa mágoa, mas o que provocava a sensação lancinante era ela! Conhecer-se a si mesmo era um fardo e uma pontuação. Sabia do que era capaz e era como ter uma doença incurável! Esperar algo que vai acontecer sem impedir, ou sem querer!


Algumas vezes na vida de todo mundo as pessoas fazem coisas erradas e talvez se arrependam disso. Talvez tenham orgulho disso. Talvez chorem ao lembrar e até quem sabe façam de novo sempre que podem! Ela se perguntou mais uma vez o que era certo!
A chuva trazia a noite e com ela um filme velho no DVD com um edredom e muita meia. O banho chamava, mas a pressa de chegar trazia o perfume perdido...


Era uma vez...

...Um mundo cheio de bocas e de mãos... Cheio de nomes e de atos vãos... Era dele e dela num abraço fechando os portões!

30 comentários:

Nightingale Poe disse...

Me fez lembrar a música Like a friend do Pulp...

E como sempre você escreve exatamente tudo aquilo que eu sinto.

Beijo leitora de mentes ou o que quer que seja.

=}

Estêvão dos Anjos disse...

"Conhecer-se a si mesmo era um fardo e uma pontuação."

Sensações, sentimentos, ações, momentos.

Gosto muito de como vc consegue trazer os sentimentos dos personagens, misturando lembranças, ações passadas e os seus pensamentos.

Eu gosto muito de imaginar a origem dos sentimentos de seus personagens. nessa eu imagino que houvesse discutido com o namorado na noite anterios e dito coisas duras e agora estava na angústia do reencontro. mas o final foi feliz.

"era dele e dela num abraço fechando os portões!"

Ta já sei viajei de novo...

bjuuuu

Ludmila Prado disse...

temos medo do desconhecido
temos medo de nós
do futuro

só não podemos deixar que esse medo nos impessa de viver, pena que nem sempre isso acontece.

bjo

linny disse...

"Quando viria a vontade de chorar? Quando viria a angústia? Ela tinha medo de si! Não era da mágoa... Também era essa mágoa, mas o que provocava a sensação lancinante era ela! Conhecer-se a si mesmo era um fardo e uma pontuação. Sabia do que era capaz e era como ter uma doença incurável! Esperar algo que vai acontecer sem impedir, ou sem querer!"
isso é muito liiiiiiindo Livia, ameu de verdade, estou pessima em relacões a umas coisas, pelo fato de eu me dedicar e sempre me dar mal, queria sorrir e chorei sera que me entende???

bju

Giovana disse...

Lívia, não sei explicar direito como, mas você colocou em palavras o que tô sentindo essa semana, e não sei dizer.
"esperar algo que vai acontecer sem impedir, ou sem querer"
Nossa...
Bjo amore!

linny disse...

passa no blog, tem surpresinha para vc.


bju

Lise disse...

Eu ando me sentindo assim...estranha!!


e vc falando se mim e falando de alguém
=x

ashauhsuiasa
beijos flor!!

Lívia Russo disse...

Eu aqui com meu comentário sobre o post...esperei algumas pessoas falarem o que entenderam..é mais legal!!

xD

bem...
Mais uma vez temos a personagem pensando em algo que nem adianta pensar...ela está perdida e dessa vez ela quer sim se achar, ou até ser achada!!
Como é ruim pensar no que alguém está pensando...vc nunca vai saber...isso só ensina a sofrer e como disse uma amiga minha:" quem não aprende a viver, aprende a sofrer"
Ela tinha medo do outro e tinha medo dela...medo de fazer algo errado só pelo simples fato de temer algo que nem sabe-se o que é...correr de si...correr de ser feliz!! algumas vezes a felicidade assusta e a sala é tão pequena pra tanta palavra que flutua...se éé!!

O aconchego da cama...fazer o que se faz sozinho , quando ninguém está vendo , quando nem vc vê ..
e o desfecho:
Os pensamentos são paralelas que se cruzam em um abraço que dura pra sempre na lembrança cruel!!!


xD

.
.
.
espero que tenham apreciado o texto e que gostem da explicação :*

.linny disse...

AMEI A EXPLICAÇÃO.

fazer q nem vc..

.
.
.

:**
:**
:**

thiago disse...

algumas vezes a gente só quer atenção , ´não é mesmo xD

beijos ..lindo trabalho o seu!!

=*

Anônimo disse...

Liviiaaaaaaaaaaa
menina, se mate pq vc é foda!!
haushuiahsuhauihsiuasa

beijos minha escritora!!!

:*

Marília disse...

AAAhhhhh eu sempre vou obedecer vc..
sempre sempre me surpreendendo..quer dizer, nem tanto pq eu sempre soube que vc era foda nas linhas...
mas eu sempre trato de duvidar pra poder ter a sua surpresa!!!
beijão minha lindaaa!!!!

:*

Vanessa xD disse...

Eu amei tua explicação também xD
e olhe...
eu acho que ela quer mesmo é ser achada por alguém viu??....vamos ajudar ela líu??
vamoss???
hein hein???

sadsagdygyuasgydgsyauda

beijããoo xuxuuu

» NaY « disse...

Ela sou eu...
Estou tão feliz, mas essa felicidade é limitada pelo medo do dia de chorar chegar...
Eu me achei, e tenho medo de me perder outra vez. =/

Xeru =***

david santos disse...

Por favor!
Faz alguma coisa pela "justiça" brasileira.
Flávia vive em coma e a "justiça" brasileira também.

Obrigado
David Santos

Alê Namastê disse...

Eu indicaria a chuva para muitos momentos. Um dia cinza pode dar cores para as relações e regrar sentimentos.
Era uma vez um mundo regrado a sentimentos... Onde o medo também tem trauma de cara feia.
Beijos*

Lais disse...

E que a chuva traga....alívio imediato já dizia o nosso velho gessinger de guerra!!


que palavras...e que sonoridade
xD


beijossss

Carlinha disse...

oxe oxe oxe.....sua propensãão...esqueça ela agooraaa!!!!!

beijossss meu bem e deixa esse abraço aqui váááá...
aaaahhhhhh adoro tanto tudo isso no seu blog

xD

Fernanda disse...

Eu acho que ela quer uma outra vida não!!
acho que ela gosta...ela gosta mesmo é de chorar de madrugada e de pensar que tá triste só pq quer
.
.
.
eu penso que ela sou eu...e imagino que seja vc também
=xx

eu nem falo mais nada que é ocmprometimento demais pra duas pessoas sóó
tem mais gente asism..com certeza
xD

=****~

beijããooooo meu bem *-*

Tudo ou nada ... disse...

Que maravilha de texto menina ... nossa é uma satisfação muito grande receber um elogio seu depois de ler o que escreve.
Parabéns e sinta-se a vontade para comentar la no nosso blog

Bjos

Elisa disse...

Líu...arrase....brilheee

tu é muito boa pow....tem condições naum...

e quem te deu a chave lá de casa pra retratar essa cena ae???
¬¬

asuahsuiahishaishuasa
beijosssss

:*

Fabrício; O Pensador disse...

nossa passei o dia td querendo comentar no seu blog e só consegui agora à noite!! nossa ate stressei com esse blog hj!! rsrs muito obrigado pelo coment e eu te linkei viu moça!! bjao pra vc!!

AnaLua disse...

Menina, que lindooooo! Um abraço fechando portões, que lindo isso lívia! Triste quando deixamos de viver pelo medo que paralisa. Me lembrou uns versos que gosto:

"(...)Certeza: de que somos pássaros e que voamos.
Tristeza: de que não vamos por medo dos caminhos" -Jimi-

Beijo linda!

Sailing disse...

Parabens pelo blog, um espaço de sentimentos, palavras...

Muito bom

Kika disse...

Garota, quando eu li esse texto, me vi em alguns trechos, mas lendo os comentários, parece que não foi só eu, neh?
Parabéns, por expressar tão bem sentimentos da alma humana!
Já está nos meus favoritos!

Ah, tinha que ser uma canceriana, né? rsrrsss!

Bjuuux!

O Profeta disse...

Passei para te deixar um feitiço...

Patricia disse...

Pronto hauhaua tô deixando um coments pra vc não reclamar toda revoltadinha "vc lê um texto enorme daquele e não lê os meus?" hauhauaha
reclamona, bbzona reclamona!!!

Lindo texto...afinal viver é uma arte!

"Nem sempre faço o q é melhor pra mim, mas nunca faço o q eu não tô afim de fazer!" EngHaw

bjos
AMO-TE!

O Profeta disse...

Uma cartola de papel
Guarda o sortilégio, a emoção
Um passo de mágica ao acaso
Às vezes solta luz ao coração

Bom fim de semana


Mágico beijo

Puro rumor disse...

Tais pop hein...
kkkkkkkkkkkkk

filme velho no DVD eh oq há.. muito bom, num tempo frio intão..


Bj!

Paula Calixto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.