sábado, 13 de outubro de 2007

.MemoirS.


Aquele parecia ser um daqueles momentos que aparecem nos filmes em que a personagem olha pro nada e parece entender os meios e os fins... ela toma uma decisão e a música entra no meio de tudo pra disparar seu coração!!

É...o vazio estava lá, mas ela esperou que a música tocasse.Ela não veio e pensou que talvez fosse melhor...talvez ela fosse péssima atriz. O que se pode evitar é de bom grado!Talvez a presunção a incomodasse mais. Se ver nas coisas que a constrangiam! Era como se ela fosse o que convinha ser!Fosse o momento de resolvida, fosse o momento de inocente, fosse o de verdade! Se assustava? Talvez esse fosse o seu normal e ela tinha medo apenas do futuro. Apenas das coisas que ela viria a ser.
Deitou-se no sofá e procurou o vento.Abriu a janela e desejou realmente que alguém perguntasse o que ela sempre quis dizer em voz alta...quem sabe para acreditar...não se volta atrás na palavra dita.Não quando realmente se quis dizer isso.
-O que você espera de si?
-Eu quero uma vida que seja minha...talvez eu seja ela...eu poderia ser ela...somos tão diferentes!
Seu coração bateu forte e ela pôde enfim ouvir a música...
ela teve medo...
e era bom!

17 comentários:

susana disse...

Oi Lívia. Gostei do seu blog, e gostei muito desta postagem. Parabéns. Vou voltar. Se quiser veja também o meu blog. Beijoquinhas

Estêvão dos Anjos disse...

Você trás à tona, em seus textos, sensações de momentos. consegue captar e transmitir emoções que nos atacam no mais banal do momento. nesse texto eu senti um tom de medo de avançar em algo que a personagem queria muito mas por algum motivo ( insegurança talvez) ela fica na indecisão. até que no fim você nos revela o momento de concretização da escolha da personagem ao dizer que ela pôde ouvir a música. ahhh, axo legal algumas frases que você lança nos textos, nesse eu destacaria essa: " não se volta atrás da palavra dita."

Estêvão dos Anjos disse...

Você trás à tona, em seus textos, sensações de momentos. consegue captar e transmitir emoções que nos atacam no mais banal do momento. nesse texto eu senti um tom de medo de avançar em algo que a personagem queria muito mas por algum motivo ( insegurança talvez) ela fica na indecisão. até que no fim você nos revela o momento de concretização da escolha da personagem ao dizer que ela pôde ouvir a música. ahhh, axo legal algumas frases que você lança nos textos, nesse eu destacaria essa: " não se volta atrás da palavra dita."

linny disse...

Amoure, arrasando como sempre.

" não se volta atrás da palavra dita."

perfeito, isso é pura verdade.

Ludmila Prado disse...

somos contradições
somos o sim e o não
somos até o que não queremos ser


bjos

Lise disse...

ounnnn
como sempre tão precisa e fisgante!!
=********

Alê Namastê disse...

Que blog mais iluminado!
Beijos*

O Profeta disse...

Tocas-me...tocas-me com a tua profunda forma de dizer humanidades...


Doce beijo

linny disse...

Livia preciso de sua ajuda...
queria postar no meu blog uma foto que nem esta no seu. ondem tem tua foto grande...
ainda nao tenho a foto, vou fazer, quero deixar assim no meu blog, so que ela nao vai ficar comprida e sim de lado.
o que eu tenho que add no meu blog?

vc entendeu?


bju

Nightingale Poe disse...

Ok...

Antes eu pensava que era mentira. Mas você realmente deve ter alguma máquina que capta os sentimentos alheios.

=O

Beijo lindaaa

Jamile disse...

muito legal. :)

linny disse...

livia, preciso te contar o resto da minha historia..
SOBRE AQUIIIIIIIILO.

sumiu pq?

bju

Giovana disse...

Quando o medinho é bom assim, úhúh! traz boas vibrações.
Fui lendo o texto e sentindo que já havia vivido isso.
Bjo amore!!!

» NaY « disse...

"não se volta atrás na palavra dita"... Acho que vou usar isso como justificativa para uma observação que recebi essa semana e que por sinal será meu próximo post...
=)

Xerus
=***

Marília disse...

Essa parte de parecer que ela entendia os meios e os fins...como num filme.Eu me sento assim.
Então talvez não seja ela, seja eu!
rs
Ah, sei la.

Beijos Livia!

Marilia disse...

Querida....decifraçããoo...
eis a questãão!!
rsrsrs

=***
beijosss

Vanessa disse...

Ó pra marília aí em cima... rsrsrs
decifra-me ou te devoro!!

pois é flor..
a personagem se perde , mas sempre tem os créditos pra ela se achar
=x

ashauhsiuasaa
vc é d+ e escreve que me dá medo!!

:**************

beijosss beijooosssssss