sábado, 22 de março de 2008

.Perto demais.



"O vento entra sem pedir licença"...

Carregava as cartas. Ela havia rasgado. Eram apenas linhas de um português inventado. Registros que não correspondiam. Falha de comunicação. Entrelaçou os dedos no alto do rosto formando um ângulo entre a mesa e as mãos. Pensava no que não devia e sentia o que não podia. Mais.

Na chuva, a lágrima virava água corrente, juntando alma e sentimento, num último adeus. Muito melhor quando esse adeus é para um oi de próxima vez. Entrou em casa e arrumou a bagunça.

Ligou a Tv. Ligou o som. Ligou o computador. Ligou ainda para alguém, só pra sentir a intimidade, mas a secretária eletrônica atendeu. Do quarto, ouviu um barulho de alerta. Alguém falando na rede. Alguém com letras e desenhos. Não tão perto que eu possa tocar.
De dentro, me olho.










Foto por Bárbara de Miranda Abreu

15 comentários:

isadora garcía disse...

'Na chuva, a lágrima virava água corrente, juntando alma e sentimento, num último adeus'.

eu juro que eu ainda choro aqui nesse blog. :~
*----------*
tenta não passar tantos dias me privando do prazer de ler seus textos, okay?
beijos, fica a dica, adooooro praia. (Y)
:**

nega disse...

Qd vc escrever seu livro e ficar rica e famosa, não me esqueça não, tá xu?! =D~
te amoo
=*

Nightingale Poe disse...

Parece-me que você pegou meu feriadão e transformou em palavras.

Essa chuva chama nossos olhos para chorarem também.
Nos faz pensar demais.


Beijos!
Amo.
Saudades.

Rabiscos pós biópsia disse...

É por essas e outras que eu não escrevo, apenas rabisco.
;-)

gostar mesmo, gostei da moça da foto.
By Barbara de Miranda Abreu, perfeito!!
:-)

Sarah disse...

"Na chuva, a lágrima virava água corrente, juntando alma e sentimento, num último adeus.Muito melhor quando esse adeus é para um oi de próxima vez.Entrou em casa e arrumou a bagunça." :D

cada texto que leio eu amo! por isso sinto tanta falta dos seus posts qd vc demora! kkkk
(L) :* Livis Alegria!

darsh. disse...

Aqui é só sol.
SOl.
SOl queima tudo de uma vez...

Lorita disse...

a relação entre solidão e os eletro eletrônicos! dá uma tese de mestrado isso, sabia? rs..

Lindo texto e imagem

bjm

Fiore disse...

muitooo bom o texto
gostei!
Alias mto bom o blog!
ta linkado e sempre que der passarei aqui pra apreciar os belos textos!

=*

.linny disse...

mesmo que eu demore em vir aqui a forma que vc transmite o que vc quer fica cada vez mais linda.

amei.

bju flor

Jamile disse...

�TIMO texto, adorei mesmo.
muito tempo que n�o passo por aqui.

beijos.

Camila disse...

A chuva tem dessas coisas! Tô por aqui tb... :)

Espuma Flutuante disse...

"Nem tão longe q eu não possa ver
Nem tão perto q possa tocar". Engenheiros. =)
Gostei muito desse, sabia?
Mas só uma coisa q me incomoda profundamente: pq porra vc não coloca espaço entre o ponto e a próxima palavra?

=*********

» NaY « disse...

É engraçado como queremos definir o que podemos e não podemos sentir... Também é frustrante, pq isso não nos cabe, por mais que o desejemos!

Xerus
=***

Estêvão dos Anjos disse...

Tive pena dela :(
eu sneti que ela queria entrar em contato com alguém só que essa pessoa n iria responde-la e ala chora essa ausência.sabia que não devia sentir aquilo mas MAIS. :p
tentando espantar seus pensamentos ela liga tudo o que posse lhe distrair e se ve ligando para essa pessoa, por sorte ou azar cai na secretária :(

LIGA BESTONA :P

Vinicius manhaini disse...

Blz, estou querendo fazer troca de links de Blogs, se tiver interessado adiciona meu blog:
http://manhanini.blogspot.com
e me passa os endereços dos blogs que você tem, assim eu posso adiciona-los ao meu
Grande abraço e tomara que possamos fazer essa parceria

Se tiver interesse me responda ok
Obrigado
Meu email: vbmanhanini@gmail.com