sábado, 3 de maio de 2008

Carta ao Medo


(Querido medo)...[Querido não, que eu não quero mais intimidades com esse ser...]
Medo...

Eu preciso te falar tantas coisas. Uma delas é que eu sou covarde. É isso mesmo...tem gente que eu não consigo olhar nos olhos e por vezes eu não consigo falar com palavras, mas se nem o roberto carlos conseguia, eu me perdoo nessa falha. Enfim, voltando para a nossa DR* eu te escrevo porque sinto que assim posso te explicar melhor. Eu estou muito puta com você medo. Você sabia que eu ultimamente ando MUITO OCUPADA*?? Poxa, trabalhos para a faculdade*, coisas para ler, textos para grifar, vidas para resolver e mesmo assim você resolve me chegar nas horas mais incovenientes. Eu sei, a culpa é toda minha, juro! Eu te dei um espaço maior do que você merecia tempos atrás e vc está apenas ocupando um lugar que eu te dei, mas retomando, isso faz tanto tempo. De lá pra cá o lula perdeu um dedo, as torres gêmeas viraram pó, o michael moore fez outro filme falando mal do bush (não que eu ache isso ruim, eu adoro ele! Não o bush e sim o moore), a malu mader e o tony belotto se separaram ( essa foi &%#@, não acredito mais no amor), eu cortei o cabelo e recortei mil vezes, tantas coisas aconteceram...as pessoas mudam e as prioridades na nossa vida mudam sim também e por que não?

Olha, eu estou aqui rodeando, rodeando, mas agora eu vou falar...sinto muito medo meu, desculpa o meu palavriado, mas vá pra puta que te pariu. Não existe mais lugar pra você por aqui. Não insista. Aquele feriado em que meus pais viajam, aquela saída de fim de semana, aquela viagem ao sítio, aquele novo amor...você não ouse atrapalhar mais MEUS momentos. Não atenderei mais seus telefonemas, te excluirei (E BLOQUEAREI) da minha lista de contados e vou te apagar do meu orkut(nada de scraps). Leve as suas borboletas com vc...elas são as borboletas do mal que me causam náuseas quando não deveriam.

Tivemos muitos momentos ruins, é verdade, e agora, eu quero deixá-los para trás. Até nunca mais.

Decididamente decidida,

Lívia vasconcelos.Oras!


21 comentários:

NattyFranco disse...

hahahahahhahahahaha
Adoooorei!!!
Esse "rapaz" aí precisa ouvir umas verdades de vez em quando...ele também atrapalha minha vida...vê se pode?!
rummm
¬¬'

E como assim a Malu Mader e o Tony Belotto se separaram hein?! o.O
O mundo está de pernas pro ar!!


Que bom que você voltou a postar!! Estava com saudades das suas palavras!!
=D

eeei...me ensina a vencer o medo também?!
=/


=o**

darsh. disse...

Eu que sou tua fã!
HAHAHAHA

ótimo.
mas daqui 1 período o seu "MUITO OCUPADA" e "trabalhos para faculdade" vão ser pura verdade.
;~

morra o medo!

e, eu ia dizer outra coisa, mas esqueci.
anyway, quem faz comentários-livro é vc mesmo ^^
e eu adoro x)

beijo beijo ;*

Aline Dias disse...

MUITO SINISTRAMENTE BOM ESSE TEXTO!
A viviane mos� fala que � bom a gente conversar com os sentimentos, tipo solid�o e tal.
eu lembrei muito dela nesse seu texto.

www.literaturaboteco.blogspot.com
www.alinedias.blogspot.com

nega disse...

To CHOCADA
Sério q a Malu Mader se separou do Tony Belloto? :O
:x
ahuahuahauhauahuahua
desculpaaaaaaaaaaaa
kkkkkkkkkkkkkkkk
te amo
:*

Nightingale Poe disse...

Não sabia que a Malu Mader tinha se separado do Belotto.

Tá vendo? Além de boa leitura o blog da Binha é de fofoca também!!!

=]

Esse medo é foda mesmo (desculpe a palavra). Infelizmente, ele ainda está no meu pé. Quem sabe eu não escreva uma carta de despedida como essa também?

Beijo.
Saudade.
Te amo,
flor...

Dinho. disse...

Vc voltou! *.*

E tipo, eu totalmente adorei esse texto, soh pra variar. (y)
Vai pra minha listinha de preferidos, gostei msm. *_*

Bjoo


/Dessa.

Paula Calixto disse...

O único problema do Medo é que ele fez pacto com o Diabo e encarna assim, vez por outra em pele de cordeiro. E pra completar sua natureza excêntrica esse se centra nos Outros, sempre, e vira Fênix; vira na frente quando menos ou mais se espera o sim e o contrê. (;

Beijos, moça.

Lorita disse...

Isso msm, dá um pé na bunda dele!

Ow, essa da Malu Mader e do Tonny é nova pra mim! Cacete, sacanagem viu? O amor é msm efêmero! :P

bjooooooo

AnaLua disse...

Tava com saudade, menina!
Põe pavor nesse medo aí!
Bjo!

darsh. disse...

minha vida amorosa sofreu uma revolução.


tqd = treinamento de questão discursiva.
pré-vestibular ;)


;*;*;*;*

Ane disse...

eita quase não consegui comentar
dsauhdsiushiudsahiushdsauihdaiudsahaduiss
seus textos são legais que só...e eu to começando a ficar chateada com fotolog..sdaiuhdsiusdhusidhdsaui preguiça de postar lá,estou no flickr e no blog,nem o orkut direito eu entro...essa vida de estudante de terceiro ano é desgastante...e você é amiga do bakker né?
:}

Natália Souza disse...

Ah, é verdade...o tempo as vezes é traiçoeiro :~ ;D

Muito legal seu texto, seu estilo é bem diferente do meu, na realidade ainda num sei se tenho um estilo, mas o seu da pra perceber que é contos...já pensou o Nilton lendo e interpretando seus contos? ;p

E medos, eu tenho vários, e sinto que é o medo que me move as vezes, entende?

tem uma frase que eu gosto muito do Nietzsch:

"Os medos não brotam das trevas; pelo contrário, eles são como estrelas: sempre estão ali, mas obscurecidos pelo clarão da luz do dia."


;****

vanessa lopes disse...

Muito bom seu texto, o blog...
bom que mora em maceió, eu tbm.
ateh.

Estêvão dos Anjos disse...

Gostei q so da ideia...muito boa msm

mas n gotei da parte de excluir do orkut e bla bla bla

pareceu tao Frank Aguiar :p

deixa o link do teu troço de fotos pra mim la no blog

:********

Juliana dos Anjos disse...

Menina, tem um parente meu por aqui, é?! ahuihaihaiuahuia, coisa engraçada!

É, poxa... aproveitar que eu nunca mais fui repetitiva e dizer (mais uma vez sim, por que não?!) que eu adoro seus textos, e eu quero o primeiro exemplar do seu livro autografado, promete? Te amo! Beijo :*

Sarah disse...

Dizer que eu gostei do seu texto?! miintira! AMEI! :D
Odeio esse tal de Medo tb! =/

Te amo! (L)
boom demais seu texto! :*

Mila disse...

*vergonha*
Tempos que eu não passava aqui.
Senti muita saudade hoje e vim falar oi para os seus putos tristes.

Eu sou contra a violência, mas como você é muito gente boa, vou chamar uma galera e dar uma surra nesse medo aí. Onde já se viu, empatar a vida das pessoas, assim?!

Beijos

•Cah disse...

um dia eu deixo de ser covarde e falo dessa maneira com o MEU MEDO
ahhahaha

amei aqui!

beijo

Anônimo disse...

binhaaaaaa,
vou mandar essa cara ao meu
medo tbm...
hauhuuahuahuahuauahuahuahauah
adoro seus escritos...
bjão, Manu Miranda

bernard n. shull disse...

i did a little research after you told me about your "thing", and if you want a way to make more money using your your blog you can enter this site: link. bye.

Lah Leite disse...

o medo é um bosta.
e eu definitivamente odeio as borboletas.
mandemos todos o medo se danar!

gostei do txt ;D tmp q n passava por aqui!!

bjoo
=**