terça-feira, 3 de junho de 2008

Místico

O nariz, a boca, a perna, o chão. Tudo se voltava a um minuto perdido. Quando por instantes nem você se acha, ou não quer. Segura uma folha, amassa, joga...achar que quando você tiver vontade de fazer as coisas, simplesmente deve fazê-las. Sem mais. De certa forma as coisas não pareciam assim. Lapsos, momentos que nos invadem e nos contradizem. Nos coloca em teste. Fecha a janela, fecha a porta, se enfia embaixo da cama, mas as pernas ficam do lado de fora. O nariz, a boca, o braço, um passo. Um atrás do outro. O número, o artigo, tudo em frente. Um semblante se fecha, junto a ele, a visão periférica e num momento desses, ninguém pode saber o que se passa em si, o mundo fica pra trás. A respiração te falta e os dedos formigam. Aquele nervoso, aquela confusão. A velha intimidade. Uma certeza de ter achado algo em quem não está procurando. O nariz , a boca, a coxa e o querer. Uma fumaça tomando forma na mente dispersa. Pura pretensão achar que o pensamento é maior. Total despudor. Sigilo entre as quatros paredes de um corpo. A parte que lhe cabe em um sentimento ateu, e você é Deus. O nariz, a boca, o braço, a coxa...retalhos espalhados pelo chão. Uma colcha, um colchão, dois. Um sentimento ateu.











Voltei :)

13 comentários:

Lah Leite disse...

"Sigilo entre as quatros paredes de um corpo."
a frase mais verdaeira do texto, cara!


e eu amei o texto inteiro!


=**

Sarinha disse...

Eu tava pensando aqui em destacar uma parte do texto que eu gosteii! Mas não deu... não deu mesmo!
AMEI o texto todooo!
Me vi aí, sabia?!
"Segura uma folha, amassa, joga...achar que quando você tiver vontade de fazer as coisas, simplesmente deve fazê-las. Sem mais."

e isso de escrever é uma terapia! :D
(L)

Te amo! :*

Sarinha disse...

AAAAAAAAH! Meu olho! :D:D:D:D
kkkkkkkkkkkkkkk
:*

Raaaay. disse...

você escreve tãaaao bem, acho tudo lindo aqui. :)
Agora tô maais ainda em dúvida sobre o texto pro fotolog....=x

beijoLívia :**

Tuku disse...

Nunca mais vim aqui vei... q tipo de colunista sou eu... vou reaver minha posição... espere só!

Bjs!!!

Ben-Hur Bernard, B. Bernard, Ben-Hur Bernard Pereira Costa (oficial), Biú (para as minhas crianças), Ben (para os amigos) disse...

no inicio achei q vc tava falando de ato-falho...mas como disse a Sarah, me vi td nele e dizer q esse texto se resume a isso (ainda mais sendo suposição) seria muito injusto. gostei muito do texto pq é sincero, ñ sei se o texto é vc, mas com certeza é um pouquinho de cada um de nós: seus leitores.
bjo0o0o0 meu anjo

Mila disse...

Primeiro: que bom que voltou pro seu canto amarelo!
Agora: bebida + qualquer coisa = combinação perigosa sempre. rs
Mas e aí? Rende alguma coisa ainda?
Tipo, só pra refrescar no verão (tudo bem que é outono agora, mas enfim... você entendeu!).

***
Nunca sei o que comentar nesses teus textos. Todos tão lindos! E eu sempre me identifico com alguma frase, pelo menos. Isso quando não "pego" tudo pra mim.
rs
Adoro!

Bjs

asdeouro disse...

é que nunca se consegue achar o que se quer quando se esconde embaixo da cama.
os nariz, a boca, a perna e os braços precisam caminhar em compasso, em busca de um sentimento teu, e não ateu.
eu te amo, minha alma.
não esquece disso nunca.
:*

o Cronista disse...

sim, um texto amavel,
na vdd tá uma onde de amor em tds blogs,
será a influencia do dia 12?

» NaY « disse...

Sim! Sou a favor de fazer as coisas quando tiver vontade de fazê-las, pq depois nossos pensamentos, medos, repressões vêm e ai necas de fazer nada...

Que bom que estás de volta!!!
Êêê!!!
=D

Xerus
=***

darsh. disse...

1)saudades dos seus textos

2)você mandou msg pra ele mesmo?????? bêbada???? ai pára.... tá parecendo eu! (mas ainda bem que não fiz isso com M, deletei o celular dele da agenda no mesmo dia que ele terminou comigo)

3)falando em M, faz 10 meses já. o vi na fila do restaurante universitário semana retrasaada, morri.
acho que vou escrever sobre isso em breve.


;*;*;*

AnaLua disse...

nossa, que forte, e ao mesmo tempo tão suave... vc é assim, dúplice, una, inteira pois usa sempre de duas metades. tava com muita saudade de te ler!

Beijão!!!!!!!!!

Ludmila Prado disse...

os sentimentos nos enganam.
saudades
beijo