segunda-feira, 30 de março de 2009

Diga uma cor...

[LEIA OUVINDO A MÚSICA DO VÍDEO ABAIXO]
-Eu quero que você me diga: O que é amor? O que é amar? Você sabe?
-Eu acredito que o sentimento é sempre certo, sempre. 
-Mas como? Como saber que ele é o que se acha? 
-Eu mudo tanto de idéia, o tempo todo. Se você achar, é porque ele é.
-Não é tão simples assim. Eu já mudei antes, você nao veio comigo, ou talvez tenha vindo. Existe um pouco de você em mim, um pedaço podre, um pedaço doce. Um meio inteiro que eu nao gosto quando provo. Eu tenho medo e, às vezes, eu nao quero mais ter você. Eu fico pensando que amanhã você acorda e nao quer mais isso. Eu não suportaria. Todos os dias eu acabo e volto, sem você suspeitar. Todos os dias eu abro mão de você.
-Absurdo isso, você sabe! Abrir mão de mim pelos 50% de chance do que existe em mim acabar.
-Não é um absurdo! Eu costumo sofrer, sou eu. Eu acho que é meu jeito de nao voar. Meu jeito disso nao ser amor. Meu jeito. OK, é um absurdo.
- Teu jeito é injusto com a gente.
-Meu jeito me faz perder você em mim a cada dia. O "você" dentro de mim me dói.
-É o que você quer? criar um novo "eu" que te faz mal, me tendo aqui, ao teu lado?
-Não, eu nao quero. Eu não me encontro apaixonada por alguém. Eu preciso disso, mas eu me sinto idiota falando algo idiota como "eu te amo". 
-Meu bem, eu estou aqui. Eu gostaria que vc me visse. Eu gostaria que você me sentisse. Me veja, eu não sou uma criação sua. Me aceite.
- É que eu percebo que pensar em nao dizer já é pensar e é só um jeito de você não saber, porque eu não quero que você diga. Eu não quero que você minta e isso vire uma mentira. É o que a gente faz, nao é? Quando acaba, a gente finge que nunca existiu.
-Não coloque nomes, se não quiser. 

O meu coração doeu, eu achei que fosse morrer, mas dores no peito nao se relacionam ao coração, não fisicamente. A minha dor era diferente. Era...era uma resposta. Uma resposta pro que ele disse segundos depois...

-É que você fica linda nua, mas seus olhos negros brilhando nessa meia luz me engolem o mundo. Se isso for amar...

Um dia isso acaba, mas palavras certas em momentos certos são o tipo de coisa que fazem dos sentimentos certezas nas dúvidas. Eu precisava entender...mais que isso, eu queria.

18 comentários:

Larissa Lima disse...

obrigada... =)

caramba,adorei a ideia das músicas acompanhando os textos. :*

crap disse...

dizer eu te amo, quando se quer, nao é simplesmente dizer mais uma frase cliche.

dor no peito, geralmente é ocorrencia de gases ou azia ou coisa do tipo. ;D

amor machuca a mente, a alma. a alma fere o corpo.

"-É que você fica linda nua, mas seus olhos negros brilhando nessa meia luz me engolem o mundo. Se isso for amar.."

foda.

Raíza Sousa disse...

"Não te dizer o que eu penso
já é pensar em dizer"
Los Hermanos

Loucura ou não também custumo sofrer pra não voar, ou sofrer por voar demais.
O fato é que nós gostamos de sofrer!
Não há outra explicação!
Oo

Add vc nos acompanhados
;D
=*

darsh. disse...

tô chorando véi.

colocar essa música ainda é golpe baixo.

vejo M quase todos os dias...................

Ariane Regina disse...

É o que você quer? criar um novo "eu" que te faz mal, me tendo aqui, ao teu lado?

ain meu Deus,morri com isso,e com a música né? uma das minhas preferidas ;~

Estêvão dos Anjos disse...

Ah fiquei com preguiça de esperar o video carregar. Minha irmã, personagem indeciso da boba, creio que vocÊ conseguiu responder as primeiras perguntas. Além de amor, esse texto é muito foda!

bju

M.Henrique Leite disse...

"É que eu percebo que pensar em nao dizer já é pensar"...


Remete a LH esse trecho... Muito bom o texto, Binha, só tente se acostumar com essa dor. Faz bem, sei lá.

=***

Ludmila disse...

"-É que você fica linda nua, mas seus olhos negros brilhando nessa meia luz me engolem o mundo. Se isso for amar..."

Dá vontade de escutar alguém dizendo isso... :~

Lindo! :**

Nelson disse...

-Não coloque nomes, se não quiser.



"as coisas são as coisas.
os nomes não são as coisas."


=*

meus instantes e momentos disse...

muito bom teu blog, gosto de voltar aqui.
Maurizio

(...) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabi Gomes disse...

"O que é amor? O que é amar? Você sabe?"
...
...
...
sentir... talvez seja isso...


adorei o texto, linda! :D

Ben-Hur Bernard, B. Bernard, Ben-Hur Bernard Pereira Costa (oficial), Biú (para as minhas crianças), Ben (para os amigos), BHB (para Aline Lemos) disse...

Eu tenho medo de pessoas como ela. Ser ela é cruel. fazer o que ela fez também é. Mas são pessoas como ela que sempre nos atraem...

Ok, é um absurdo!

T@rci disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
T@rci disse...

Tanto tempo que não passo por aqui, e voltar a visitar seu blog é algo bomdemais, tão bom ler as coisas que vc esrceve.

Existem palavras que nos tiram o ar, mas existem coisas que são ditas com olhares que valem mais do que mil palavras ditar, e se estas coisas que vc precisa entender estiverem lá, escondidas no olhar? Pense nisso...

Bjos!

Larissa disse...

Lindo! :)

Sarinha disse...

"-Não é tão simples assim. Eu já mudei antes, você nao veio comigo, ou talvez tenha vindo. Existe um pouco de você em mim, um pedaço podre, um pedaço doce. Um meio inteiro que eu nao gosto quando provo. Eu tenho medo e, às vezes, eu nao quero mais ter você. Eu fico pensando que amanhã você acorda e nao quer mais isso. Eu não suportaria. Todos os dias eu acabo e volto, sem você suspeitar. Todos os dias eu abro mão de você."

foda esse texto. Fri vc escreve muuito. e outra essa musica encaixou aí!
lindo lindo! te amo! :*!

Adrielly Soares disse...

Adoro pessoas que dizem as coisas certas nas horas certas. :D