quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Mar castanho


Eu e meus olhos
Inclusive os que estão nos outros
Eles são meus, mas eu nunca sou deles.
Eu e minha boca
Inclusive a sua
Algumas vezes a minha é sua, outras, a sua é minha
Geralmente termina tudo assim, no céu delas, no mar deles.
A boca, alguns já me levaram
Mas os olhos, eles são sempre meus, não se atreva.

7 comentários:

Sarinha disse...

"A boca, alguns já me levaram
Mas os olhos, eles são sempre meus, não se atreva."

isso isso! :x

crap disse...

"Mas os olhos, eles são sempre meus, não se atreva."

muito bom, chuchu.

Natália Franco disse...

"eu e os meu olhos
[...]
eles são meus, mas eu nunca sou deles..."

Me parece que a dona desses olhos tem que se admirar mais...

;)

Adorei o texto, Ídola....como sempre!!!

Tony disse...

^^

Patricia disse...

É tudo seu mesmo!!! tudinho...
Muito bom, muito lindo, poucas palavras q dizem muito pra quem tem "olhos" q conseguem exergar o mar q cada palavra escrita pode lhe proporcionar.
Parabéns!!! Nem parece a minha trombadinha hauhauhaua
=P
Bezu

Nelson disse...

bom!

simples assim.

Curiosa disse...

Lívia, gostei muito daqui ...
Coloquei seu blog entre mesu preferidos para não predê-lo de vista ...

beijos