segunda-feira, 2 de novembro de 2009

buh!

Estava escuro e, fosse dia, fosse noite, ainda se fazia breu. Do fundo de mim, pensei junto da voz que fala mais alto que qualquer pensamento: 'Dói'... e então, eu só pude chorar, como no despertar de um sonho ruim.

7 comentários:

Eraldo Paulino disse...

Julgar a dor alheia é preciso. Viver a própria dor não é preciso

ariane disse...

pra você notar,é pior que sonho ruim é a vida: dói.
Adoro as tuas "certas prosas" aqui,beijos flor! :*

Ana Clara disse...

eu estou tendo muitos sonhos ruins ultimamente...mil vezes "buh!" pra mim ;~~

crap disse...

prefiro que meus sonhos fiquem no sonhar e que minha vida siga sem lembrar deles.
mas isso quase nunca acontece.

Sarinha disse...

Dói. :x

adorei isso: "fosse dia, fosse noite, ainda se fazia breu."

Anônimo disse...

ointmebt subsidies custom observed tends investorsas shilpa resistance basketball attentive entrusted
semelokertes marchimundui

Estêvão dos Anjos disse...

A prova de que um texto bom não precisa ser grande, enfeitado ou qualquer outra coisa. Precisa ser apenas preciso e esse é muito preciso. Muito bom! Eu até roubei uma frase pra mim :p